Emancipação Política

Autor < Publicado em: 09/05/17

www.essay-online.comSupressão e restauração do Município de Araci Р1930-1959

 

 

No ano de 1930 encerrava-se atrav√©s de um golpe de Estado a Rep√ļblica Velha, derrubando o ent√£o Presidente da Republica Washington Lu√≠s. Get√ļlio Vargas assumiu a chefia do Governo Provis√≥rio em 03 de novembro de 1930, data que marca o fim da Rep√ļblica Velha e inicia a era Vargas. Nos Estados, os governadores foram afastados e em seus lugares assumiram os Interventores Federais. No caso da Bahia quem assumiu o governo foi Artur Neiva.

Com a nova configuração política do Brasil e seus estados, muitos dos pequenos munícipios da Bahia foram extintos através do decreto n. 7.478, de 7 de julho de 1931, entre eles, o de Araci, que passou a subprefeitura do munícipio de Serrinha. Nesta época, Araci tinha como Prefeito José Pedro de Carvalho, que com a nova condição não quis continuar no cargo e renunciou. Assumiu o cargo de sub-prefeito em agosto de 1931 José Verdelino Pinheiro.

A anexa√ß√£o ao Munic√≠pio de Serrinha desagradou e entristeceu bastante os habitantes de Araci, que tanto lutaram para obter sua autonomia em 1890, desmembrando-se do munic√≠pio de Tucano. E agora se viam, conforme cita Maura Mota Carvalho Lima, em seu livro Hist√≥ria de Araci ‚Äúsob os dom√≠nios de Serrinha‚ÄĚ, ‚ÄĚtendo sido deixado o munic√≠pio, que j√° n√£o era rico financeiramente, desassistido em suas necessidades‚ÄĚ.

Al√©m da nova condi√ß√£o de subprefeitura que teria seus recursos financeiros reduzidos e tudo o que se arrecadava com os impostos era direcionado para Serrinha, sem que houvesse um justo retorno em benef√≠cios, os aracienses ainda padeciam com uma grande seca que assolava todo o Nordeste, o que intensificava ainda mais o sofrimento da popula√ß√£o. Essa seca ficou conhecida como a grande seca de 1932 e teve dimens√Ķes catastr√≥ficas numa √©poca em que n√£o existiam cisternas e carros pipas. A √ļnica fonte de √°gua que amenizou a situa√ß√£o foi a bica do Querer√°, distante 18 Km de Araci, onde grande parte da popula√ß√£o ia buscar barris de √°gua montados no lombo de burros, carros de boi ou em carro√ßas.

O quadro político de Araci ainda sofreria nova queda, quando em 1935 passou a existir apenas como um simples Distrito de Paz.
Durante quase três décadas Araci ficou pertencendo ao município de Serrinha. Tendo apenas o cargo de subprefeito e alguns vereadores que eram eleitos para representação na Tribuna Serrinhense. Eles constantemente exigiam que Araci fosse assistido em suas necessidades, o que na maioria das vezes não acontecia.

Os aracienses desde que perderam a autonomia do munic√≠pio, em 1931, nunca desistiram de restabelec√™-la. E constantemente iam buscar apoio em Salvador junto aos correligion√°rios pol√≠ticos que pudessem interceder pela causa. Uma mat√©ria no Jornal Estado da Bahia, de 5 de setembro de 1958, destaca uma comiss√£o de aracienses formada em prol da restaura√ß√£o do munic√≠pio em visita ao Legislativo baiano. Faziam parte da comiss√£o Jos√© Tib√ļrcio, Eziquiel Dias Barreto, Erasmo Carvalho, Jos√© Oliveira Lima, Jos√© Brigido, J√ļlio Carvalho, Valdir Paraiso de Carvalho , Demerval G√≥es, Deusdete Alves, Jo√£o Pereira de Pinho, Davi Oliveira, Inoc√™ncio Moreira, Rodolfo Pinheiro, Jo√£o Evangelista e Jos√© Bacelar Carvalho.

Ap√≥s muitas idas e vindas, de dificuldades e compl√īs no processo de restaura√ß√£o, finalmente a Lei n. 863, de 15 de novembro de 1956, Araci √© desmembrada de Serrinha. Em 3 de outubro de 1958 houve a elei√ß√£o do primeiro prefeito, Erasmo de Oliveira Carvalho, e somente em 7 de abril de 1959, data em que ele foi empossado, de fato o munic√≠pio foi instalado.¬†

 

Prefeitura de Araci. Comemoração dos 20 anos de Emancipação Política . 1979

 

Posse de Erasmo Carvalho, 1959                                                                                                    

 

 

 

.

 

Bandeira de Araci

 

FONTES:
Arquivo P√ļblico da Bahia.
LIMA, Maura M. Carvalho. História de Araci,
Acervo do Professor Anatólio Oliveira.

Jornal Folha dos Municípios, Araci-Bahia

Texto: Pedro Juarez Pinheiro